Pular para o conteúdo principal

Allan Ragner,23a, está "desaposentando" do Futebol

Esse 2018 será um dos mais disputados campeonatos de Rondônia. Quem diz isso os especialistas no assunto, eu estou com eles. Aqui também tem uma máxima: "jogador de futebol se aposenta com 21/22 anos" - créditos para o amigo João Dalmo, radialista dos bons e com DRT.

Ora, quem encontro no meio dessa estatística, o jovem e bom de bola Allan Ragner, hoje com 23 anos completos e, que está muito afim de fazer o que mais gosta. Batemos um papo bem legal, e que venha resultado, ou seja, uma equipe para este atleta que vi fazer bons jogos tanto no Sub-20 do Moto, como no time profissional do SC Genus.


Acompanhem

Blog - Allan eu soube que você esse 2018 quer voltar com força total, conta ai um pouco de sua trajetória.
Allan - Começo de 2012, aliás, no Genus onde tudo começou ainda no Sub-20.

Blog - No ano seguinte, portanto, antes dos 20 anos você já fazia parte do time de cima do Genus.
Allan - Sim, meu primeiro ano como profissional no Genus, sob o comando do Profº Neneca. Mesmo sendo relacionado na maioria das vezes, não entrava em campo. Perdemos na semifinal para  Pimenta Bueno. Neste 2013 foi jogar pelo Sub-20 do Moto Club, muito bom time sob o comando do Profº Becão, perdemos a final para o Ji-Paraná FC.

Blog - Se não estou enganado, nesse período você esteve fora do pais.
Allan - Sim, em 2014 através do Fábio Renato ex-CFA (o qual agradeço), foi para o Equador jogar o LDU de Loja, foram somente 3 meses. Não havia condições financeiras para continuar em Loja.


Blog - Então volta para Porto Velho.
Allan - Sim, e para o Genus foi maravilhoso cheguei no meio do campeonato. Fomos para a Série D ganhamos do Rio Branco-AC por 1 a 0.


Blog - Dai de 2015 para cá você deu uma sumida, né
Allan - É verdade fui morar em Recife com familiares - tenho pai e tio como ex-jogadores -, joguei pelo Vera Cruz-PE, o time caiu para a Série A2. Então passei a jogar o Amadorzão de lá, um Sub-21 pelo ADVB, ainda joguei o Barreiros e Decisão todos de PE.

Blog - E 2016/17 o que você fez?
Allan - Ainda fui sondado para fazer parte do projeto do Rondoniense SC com Ariel Mamede e cia, mas não foi à frente (por minha parte) o projeto foi um sucesso, basta dizer que o time foi campeão invicto. Mas agora estou bem motivado, e me coloco à disposição dos times da capital. Ainda tenho muita lenha pra queimar.

Obs: (1) todas as fotos reproduzidas do facebook
(2) Allan cita e agradece a duas pessoas em espcial: Profºs Deutz e José Francisco do Genus.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)