Pular para o conteúdo principal

Rondoniense: o time dos extremos faz dois no Galo sem precipitação

Que tal seu time fazer 1 a 0 aos 10' de jogo, depois ficar cozinhando literalmente o Galo da BR, e somente dobrar esse placar aos 42' do segundo tempo. Pois é, esse time dorme este sábado à noite na primeira colocação do rondoniense Loterias Caixa - falo do Periquito da zona leste - que, ganhou do Jipa esta noite de sábado por 2 a 0.

O RSC fez um a zero com Índio, logo após jogada ensaiada, isso aos 10'. Após, o Galo cresceu marcou o RSC na saída de bola e Assis quase empata o jogo já no final do 1º tempo. Ficou no 1 a 0 os primeiros 45'.

Na segunda etapa o técnico Luis dos Reis já veio com Paulinho na vaga de Marcolino, foi um alento a mais. Paulinho jogando em sua verdadeira posição de meia, é um páreo forte para o 10 Marcolino que na minha opinião anda inseguro, sem muita inspiração, apesar de ter participado efetivamente do primeiro gol.

Já o Sr. Nelson Colombini do Jipa foi mais ousado, tirou logo duas estrelas do Galo - Jr. Ji-Paraná e Assis - e, trouxe Dhonathan para a zaga, adiantou o Arimessi, assim como deu mais sangue ao ataque com Piraju. Deu certo, o time cresceu muito no segundo tempo.

Porém, o RSC não jogava mal. Índio que voltava de uma contusão séria, começou a sentir cansaço entrou Joilso em sua vaga, voltou a consistência que o time havia perdido com os dois citados acima do adversário. Mas faltava o gol da tranquilidade.

E esse por incrível que pareça somente aos 42' com Maranhão, o incansável atacante do Periquito que, ontem estava sendo vaiado - segundo informações por um ex-componente da direção da equipe - ora, ora vaiar um time que até então é o primeiro colocado na computação geral, e também no 2º turno.

Sei que o torcedor que paga, que vai a todos os jogos tem todo o direito de manifestar-se, é até aceitável. Mas partir de alguém que até empresário de atletas não dá - assim como a reação do jovem atacante foi exagerada -, foi sim. Mas é complicado, ninguém tem sangue de barata.

Agora que foi um golaço. Foi! Ao pessoal do RSC, faltam dois pontos nos 9 em disputa daqui pra frente para chegar às semifinais. A carga emocional daqui pra frente será grande, outros irão vaiar muito..., todo cuidado é pouco.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Guajará fez Gato e Sapato do Urso

Falta de aviso não foi. Deixar tudo para a última hora, deu no que deu. Agora é juntar os cacos e tentar pontuar fora de casa. O jogo em si não foi um espetáculo por parte do Guajará, o time do Tinho Damasceno tem alguns atletas interessantes, que jogam juntos há algum tempo - não falo no Guajará, mas que ele Tinho trouxe sempre em dupla - por exemplo os dois meias Bibio e Tatico, os atacantes Marcos Bahia e Jaiminho, a zaga com Diego Norberto - seguro, pra passar por ele tem que ter moral.
Sabe qual tinha sido a última vitória do Guajará no estadual? Justamente no dia 1º de abril do ano passado, quando venceu ao Galo da BR por 3 a 1 lá no João Saldanha - e não é que seja o dia consagrado à mentira - pois não é que o Glorioso, quase um ano depois faz 3 a 1 no Genus e no velho Aluizão.
Antes dos primeiros 2 minutos de jogo Marcos Bahia recebeu em profundidade de Bibio, passou pelo meio da zaga do Genus derivando para o lado direito, chutou com força rasteiro no canto direito do goleiro G…

Projeto FFER Social em 10 dias trabalhou 20 cidades de Rondônia

Recebo relatório do encarregado do Projeto FFER Social Luciano Almeida, e repasso aos leitores/ouvintes. Do dia 05 ao dia 15 de maio, nada menos do que 20 cidades receberam: Luciano Almeida e o observador técnico do CR Flamengo, a fim de selecionar garotos nascidos em 2000 a 2008 para testes finais no famoso clube rubro-negro.
Total de atletas observados: em torno de 1200
Total de cidades: 20 - Ariquemes, Jaru, Tarilândia, Ji-Paraná, Cacoal, Vilhena, Alta Floresta do Oeste, São Francisco do Guaporé, Seringueiras, Alto Alegre do Parecis, Costa Marques, Espigão do Oeste, Ministro Andreazza, Rio Crespo, Montenegro, Itapuã do Oeste, Porto Velho, Distrito de Jacy-Paraná e as cidades de Rondolândia(MT) e Humaitá(AM).
Atletas selecionados para ir até o Mengão, foram 18. (Clique na imagem para ampliar)